Home / Destaque / Copel descobre 47 ‘gatos’ por dia em todo o Paraná

Copel descobre 47 ‘gatos’ por dia em todo o Paraná

Fonte: Bem Paraná

A Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel) desfez, em média, 47 furtos de energia elétrica (conhecidos como gatos) por dia no Paraná, entre janeiro e dezembro do ano passado. Em todo o Estado, em 2018, a companhia realizou 40.933 inspeções (162 por dia útil) no período, em que foram constatados 12.004 procedimentos irregulares. Ou seja, em 29% dos casos havia irregularidades.

Quando descoberto, o responsável pelo “gato” é acionado criminalmente e recebe cobrança do valor consumido de forma ilegal. De acordo com a companhia, a energia recuperada no período seria suficiente para abastecer casas, indústrias e comércio de uma cidade com cerca de 20 mil habitantes. Em 2018, com as inspeções, a Copel recuperou aproximadamente 54 Gigawatts-hora (GWh).

Os chamados “gatos” de energia se dão por meio de ligações fraudulentas diretamente na rede elétrica ou adulteração dos medidores para o registro de consumo menor. Segundo a Copel, o furto de energia sobrecarrega a rede elétrica e prejudica o fornecimento de energia, podendo causar inclusive, acidentes fatais. O risco de acidentes decorre da falta de padronização e proteção adequadas das ligações.

Conforme a gerente de inspeção da Copel, Flavia Oleinik, constatada a irregularidade, a companhia calcula a complementação de valores por meio do histórico de consumo e envia uma carta-cobrança ao consumidor. Também é cobrado o custo administrativo, que pode ser superior a R$ 1 mil em rede de alta tensão.

A companhia faz a denúncia à Polícia Civil e o responsável responde pelo crime de furto, cuja pena prevista no Código Penal é de um a quatro anos de reclusão e multa.

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.