Home / Cidades / Em reunião com Bachir, vereadores anunciam devolução de R$ 1,6 milhão para prefeitura

Em reunião com Bachir, vereadores anunciam devolução de R$ 1,6 milhão para prefeitura

O prefeito em exercício, Bachir Abbas, esteve na noite de segunda-feira (5) na Câmara de Vereadores. A reunião entre os representantes do legislativo e executivo tratou de diversos assuntos do interesse do município.

Os vereadores anunciaram o repasse de parte das economias da Câmara. Conforme definição da casa, meio milhão de Reais para a Secretaria de Saúde, meio milhão de Reais para Secretaria de Educação, R$ 300 mil para instalação de parquinhos nos bairros periféricos, R$ 200 mil para Entidades e 100 mil para a Secretaria de Obras.

De acordo com o presidente da Câmara, Almires Bughay Filho, o montante (R$ 1.600.000,00) será creditado nas devidas pastas na sexta-feira à tarde (9) com a participação dos representantes das secretarias envolvidas.

Bachir enalteceu o gesto dos vereadores e elogiou a responsabilidade com a qual os recursos estão sendo usados pelo legislativo. “Essa consciência no gerenciamento dos repasses, na economia dos recursos públicos, promove a cidadania. Muitas famílias serão diretamente beneficiadas por esta atitude. Por isso, quero cumprimentar e agradecer a todos os vereadores”, disse Bachir.

Preocupado
Ainda que longe da alçada da prefeitura, o prefeito em exercício, Bachir Abbas, tem se mostrado preocupado a exemplo do prefeito licenciado Santin Roveda, com a situação dos moradores do bairro Dona Mercedes. Desde 25 de agosto, quando pedras se desprenderam do morro próximo à ponte Manoel Ribas, o acesso ao bairro e à BR 153 via ponte e que passa pelo trecho de jurisdição estadual está bloqueado.

O fluxo de veículos foi desviado pela avenida Leandro Muzzolon e com o recente período de chuvas tornou mais difícil a situação dos usuários. “Temos conversado diariamente com o secretário de obras, Aloísio Salvatti, para que as condições mínimas de trânsito sejam garantidas, embora muitas vezes isso seja realmente complicado de se manter”, disse Bachir.

Uma obra de contenção (conhecida como muro gabião) ou ´provavelmente a colocação de telas na parede do morro está na dependência de licitação para a qual o caráter de emergência foi negado por instâncias superiores do DER que entendem não se tratar de uma questão de isolamento, pois há outros caminhos para o referido acesso.

Isso coloca a recuperação do referido trecho (ou melhor, a obra de contenção) na fila convencional do referido órgão. “A prefeitura de União da Vitória tem atuado na tentativa de acelerar tal processo”, reforçou Bachir.

Bachir lembrou que a avenida Leandro Muzzollon será asfaltada – com verba estadual a fundo perdido – e o processo (CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 12/2018 – PROCESSO N.º 165/2018) está marcado para o próximo dia 22 de novembro.

O asfaltamento da rua Braulina Pigatto também encontra-se em processo de licitação (CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 11/2018 – PROCESSO N.º 164/2018).

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.