Home / Destaque / Governador confirma R$ 35 milhões para construção de presído na região, revela Hussein

Governador confirma R$ 35 milhões para construção de presído na região, revela Hussein

Numa luta encabeçada pelo deputado Hussein Bakri (PSD), o Governador Ratinho Junior (PSD) confirmou, nessa quarta-feira (20), a destinação de R$ 35 milhões para a construção de um presídio na região, que abrigará em torno de 500 detentos. O próximo passo é definir, num prazo de 10 dias, o terreno para erguer a obra da nova penitenciária.

“Vivemos uma situação dramática em União da Vitória com uma cadeia no centro da cidade, ao lado de um colégio. Além de termos vários criminosos circulando livremente com tornozeleiras eletrônicas, por falta de vagas no sistema prisional”, afirmou Hussein Bakri, que é Líder do Governo na Assembleia Legislativa.

Na gestão passada, os recursos, oriundos do Governo Federal e de bancos internacionais, foram perdidos diante da indefinição em torno do tema. Desde o início do ano, porém, o deputado Hussein Bakri iniciou uma articulação com o Secretário Estadual de Segurança Pública, General Luiz Felipe Carbonell, que goza de trânsito e influência em Brasília, sobretudo com o Presidente Jair Bolsonaro (PSL). A costura permitiu que os R$ 35 milhões voltassem a ser garantidos para a construção da nova penitenciária na Região de União da Vitória.

Por ser carimbada pelo Governo Federal, essa verba não pode ser utilizada em nenhuma outra finalidade que não seja a obra do presídio. “É pegar ou largar. Chegamos num ponto em que o juiz precisa decidir qual infrator menos grave vai soltar porque não há mais espaço para abrigá-los. Ninguém gosta de falar de presídio, mas não podemos mais fugir desse debate. Precisamos enfrentar o tema com coragem”, argumentou Hussein Bakri.

O parlamentar explicou que agora cabe à sociedade civil organizada e a todos os entes do Poder Público encontrarem o melhor terreno para a obra nos próximos 10 dias. Segundo Hussein Bakri, já há algumas áreas afastadas dos centros urbanos da Região que poderiam abrigar o presídio.

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.