Home / Destaque / Governador de Santa Catarina anuncia concurso para a Polícia Militar e prorrogação da Operação Veraneio

Governador de Santa Catarina anuncia concurso para a Polícia Militar e prorrogação da Operação Veraneio

O governador Moisés, acompanhado do comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina e atual secretário da Segurança Pública, coronel PM Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior, utilizou as redes sociais para anunciar a abertura de concurso com mil vagas para o ingresso na carreira da Polícia Militar e a prorrogação da Operação Veraneio até 11 de março. Os dois pronunciamentos foram feitos do gabinete da residência oficial do governador, em Florianópolis, na tarde desta segunda-feira, 11.

“O ingresso de novos soldados fortalece o efetivo da PM e a nossa Segurança Pública como um todo. Já a manutenção da estrutura mobilizada na Operação Veraneio até o carnaval assegura aos catarinenses e aos visitantes uma melhor condição de logística, proteção e prevenção, justamente em um período em que muitos turistas vêm a Santa Catarina”, anunciou o governador.

Juntas, as duas medidas representam um investimento de mais de R$5,4 milhões do Governo do Estado. O processo para o lançamento do edital do concurso será conduzido pelo departamento jurídico da PM.

O coronel Araújo Gomes destacou que as duas ações são fundamentais para o desempenho da atividade policial com foco na redução dos índices de violência no estado. “Tanto é que o nosso trabalho foi muito bem avaliado durante a Operação Veraneio. Reduzimos a criminalidade durante esse período e, agora, estamos garantindo que o turista que ainda está vindo para Santa Catarina encontre mais segurança”, completou Araújo Gomes.

Os resultados da Operação Veraneio e toda a força técnica e operacional dedicada à mobilização também visam alavancar o setor do Turismo, que representa cerca de 13% do PIB catarinense. “Turismo é feito de experiência, se ela for boa, o visitante volta. Nesse aspecto, a segurança é fator decisivo na escolha do visitante, da mesma forma em que o morador local também precisa viver e estar seguro”, enfatizou Moisés.

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.