Home / Destaque / Maio amarelo é tema de audiência pública na Assembleia Legislativa

Maio amarelo é tema de audiência pública na Assembleia Legislativa

Com o objetivo de auxiliar na campanha do “Maio Amarelo”, uma audiência pública com o tema “Os Impactos com Acidentes de Moto no Sistema de Saúde” aconteceu no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Paraná na manhã desta terça-feira, 08, com a parceria do Hospital Universitário do Cajuru.

De autoria do deputado estadual Hussein Bakri, a lei que propõe o mês de Maio como o mês de conscientização e prevenção aos acidentes de trânsito  prevê que ações como a audiência pública e diversas outras campanhas que estão sendo realizadas no Estado do Paraná, com a intenção de salvar vidas, de motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres.

Com números alarmantes, os acidentes de moto têm trazido grande impacto ao sistema de saúde, como aumento nos custos em relação a este tipo de acidente. “A prevenção é a única saída. Precisamos conscientizar as pessoas de que o trânsito precisa ser levado a sério. Ninguém pode brincar com a vida, nem com a sua, nem com a do próximo”, afirmou o deputado Hussein Bakri, um dos proponentes da audiência pública.

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde) os acidentes de trânsito são responsáveis pela morte de 1,25 milhão de pessoas por ano, em todo o mundo. No Brasil, 37,3 mil pessoas morrem por ano nas estradas e nas ruas; um número assustador de 101 pessoas por dia.

“Com a realização desta audiência pública, pudemos debater idéias com especialistas na área, para podermos praticar ações, desenvolver projetos de leis, sempre visando reduzir o número de acidentes de trânsito. Mas é preciso que cada cidadão faça a sua parte”, concluiu Hussein Bakri.

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.