Home / Destaque / Número de jovens que tiram primeira habilitação para dirigir cai 49,4% no Paraná

Número de jovens que tiram primeira habilitação para dirigir cai 49,4% no Paraná

Josianne Ritz – Barulho Curitiba (Bem Paraná)

Há 30 , 20, 10 anos, o maior sonho de quem fazia 18 anos era tirar a carteira de motorista. A nova geração, no entanto, já não pensa assim. Em quatro anos, o número de primeiras habilitações no Paraná caiu 49,4%, segundo dados do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR).

A queda mais acentuada aconteceu de 2017 para 2018, quando caiu 24,4%. Mas o que leva a garotada a não ter mais interesse em dirigir? Uma nova mentalidade sobre o meio ambiente? A proliferação de aplicativos de transporte? Uma nova visão de mundo?

Para a psicóloga educacional do Colégio Positivo, Mariana Drabik Vieira, a redução no número de jovens que tiram carteira de habilitação pode ter ligação com a extensão da adolescência. “Há estudos que indicam que a adolescência não acaba aos 18 anos, mas sim por volta das 25 anos. Dentro desta nova realidade, o que se vê é o jovem adiando a responsabilidade e tira a carteira de motorista é uma responsabilidade”, explica a psicóloga.

Ela também fala que com o mundo digital e a tecnologia, os jovens estão cada vez mais impulsivos e buscando as realizações imediatas. Tudo que demanda mais tempo e planejamento vem sendo deixado do lado. E tirar uma habilitação toma tempo, aulas, programação. Demora meses”, lembra Mariana. Ela também destaca que por serem de uma nova geração, eles vêem o mundo de uma nova forma.

Veja os números

  • Número de primeiras carteiras de habilitação por ano

2014 – 179.640

2015 – 152.829

2016 – 144.783

2017 – 120.280

2018 – 90.883 (Até 31 de Agosto de 2018)

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.