Home / Destaque / Parana registra uma morte no trânsito a cada três horas e meia

Parana registra uma morte no trânsito a cada três horas e meia

Foto: reprodução – Fonte: Bem Paraná

A cada três horas e meia, em média, uma vida é ceifada – e outras tantas afetadas – por alguma fatalidade no trânsito paranaense. Segundo informações do Ministério da Saúde, em 2017 (último ano com dados disponíveis) foram registradas 2.535 mortes em acidentes de trânsito no estado. O número é alto, mas ainda assim um dos melhores resultados do Paraná nas últimas décadas.

De acordo com o Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), desde 1996 foram registradas 65.349 mortes em acidentes de trânsito no Paraná. O ano com mais tragédias na série histórica foi 2012, com 3.616 fatalidades. Já o resultado de 2017 aponta uma redução de 7% nas ocorrências na comparação com 2016, quando foram registradas 2.726 mortes, e é ainda o melhor resultado para o estado desde 2001, ano em que 2.532 vidas foram perdidas no trânsito.

Considerando-se toda a série histórica, as principais vítimas são os ocupantes de automóveis (motoristas ou passageiros), com 16.505 mortes (25,3% do total). Em seguida aparecem os pedestres, com 15.946 mortes (24,4%), e os motociclistas, com 11.025 fatalidades (16,9%).

Já na comparação de 2017 com 2016, as fatalidades envolvendo ocupantes de automóvel tiveram queda de 7,1%, passando de 880 casos para 818, e a de motociclistas manteve-se praticamente estável (foram 649 casos em 2016 e 648 em 2017). Por outro lado, as mortes de pedestres tornaram-se mais frequentes: foram 499 fatalidades, 4,4% a mais do que em 2016, quando foram registrados 478 óbitos.

Os principais destaques, contudo, ficaram para os ciclistas e os ocupantes de veículos pesados (com peso bruto superior a 3.500 kg ou com lotação superior a 9 lugares incluindo o condutor), como caminhões e tratores. No primeiro caso, a notícia é positiva: houve uma queda de 23,6% no número de ciclistas mortos no trânsito paranaense, com 97 mortos em 2017 ante 127 em 2016. Desde 1996, 3.062 ciclistas foram mortos no Paraná.

Já no caso dos veículos pesados, foram 117 mortes em 2017, o que aponta para uma alta de 74,6% (haviam sido 67 casos no ano anterior). Desde 1996, 1.658 motoristas ou passageiros desse tipo de veículo foram mortos.

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.