Home / Destaque / Paraná responde por 78% da alta na procura por planos de saúde no País

Paraná responde por 78% da alta na procura por planos de saúde no País

O número de novos usuários de planos de saúde particulares cresceu no País no ano passado em relação ao ano anterior, segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). E o maior crescimento foi verificado no Paraná, que contabilizou mais de 50 mil novos usuários. O Estado tinha em janeiro deste ano 2.858.788 pessoas em planos de saúde, contra 2.808.143 em janeiro de 2017.

Sozinho, o Estado representa 78% da alta média nacional, de 64 mil novos planos entre um ano e outro. No balanço divulgado pela ANS, 16 Unidades Federativas apresentaram aumento no número de beneficiários no último ano.

O documento da ANS mostra um quadro diferente do verificado até o ano passado, quando os planos privados vinham de perdas de clientes. Em Curitiba mesmo, de 2015 a 2017, foram cerca de 45 mil usuários a menos, que teriam migrado para o serviço público, o Sistema Único de Saúde (SUS).

Recuperação

Os números da ANS apontam para uma recuperação lenta do setor. Porém, ainda há muito a avançar. O número de usuários de janeiro deste ano ainda é menor do que o de 2013, quando eram cerca de 47,9 milhões de pessoas. O auge aconteceu em 2015, quando o sistema chegou contar com mais de 50 milhões de usuários.

A partir do ano seguinte começa um declínio — que coincide com o agravamento da crise econômica no Brasil — quando o número de usuários caiu para pouco mais de 48,5 milhões, até atingir os 47,4 milhões de usuários em janeiro de 2017. A tendência de alta começa a partir do meio do ano e se intensificou a partir de outubro.

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.