Home / Destaque / Paraná tem 57.838 eleitores com títulos cancelados

Paraná tem 57.838 eleitores com títulos cancelados

Após o fim do prazo para regularização no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o Paraná tem 57.838 eleitores com títulos cancelados. Parte delas não poderá votar neste ano. Além disso, outros 709.053 eleitores também tiveram os títulos cancelados por não terem feito o recadastramento biométrico no Paraná até o fim de março.

O Estado tem 88% das cidades com biometria obrigatória nas eleições de 2018. Sem o título regularizado, não é possível se inscrever em concursos públicos, assumir cargos públicos, obter passaporte ou carteira de identidade, entre outros serviços.

O prazo para providenciar a primeira via do título eleitoral, regularizar ou transferir o documento se encerrou em todo o Brasil na última quarta-feira (9). Apenas os eleitores que não compareceram em até duas eleições ainda podem votar, mesmo que não tenham regularizado o título. No final deste ano, após as eleições de outubro, o TRE abre novamente prazos para regularização da situação eleitoral.

Impedimentos

Se o eleitor não estiver quite com a Justiça Eleitoral não poderá tirar sua certidão de quitação eleitoral e sofrerá os seguintes impedimentos:

– tomar posse em concurso público;

– receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos, se for servidor público;

– participar de concorrência pública;

– obter empréstimo, desde que não se trate de instituição bancária privada;

– obter passaporte ou CPF, caso tenha mais de 18 anos; no caso do passaporte, também não é possível renová-lo;

– matricular-se em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo, caso tenha mais de 18 anos;

– além disso, o eleitor com título cancelado não pode votar.

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.