Home / Destaque / Petrobras anuncia aumento para o preço da gasolina

Petrobras anuncia aumento para o preço da gasolina

Refueling Car

A Petrobras anunciou nesta segunda-feira (29) que o preço médio do litro gasolina nas refinarias vai subir 3,5%, ou R$ 0,07 – de R$ 1,975 para R$ 2,045 – a partir de terça-feira (30). É o maior patamar desde 23 de outubro do ano passado (R$ 2,0639).

O preço médio da gasolina não mudava desde 23 de abril. Isso porque a Petrobras reduziu a frequência de reajustes na gasolina.

Segundo a Petrobras, o preço final ao consumidor – ou seja, na bomba dos postos de gasolina – atende às leis de mercado e não depende da estatal, podendo ficar acima ou abaixo do aumento nas refinarias.

Sobre o valor pago pelos motoristas nas bombas, incidem tributos estaduais e municipais, além do valor da mão de obra, custos de operação e margem de lucro de cada distribuidora e de cada posto de combustível.

Nos últimos 15 dias, porém, o preço da gasolina já havia registrando um aumento informal nas bombas. Em Curitiba, por exemplo, o litro custava R$ 4, em média, há algumas semanas. Nós últimos dias, há vários postos cobrando R$ 4,19 ou valores até maiores na capital paranaense.

“Nossa política de preços para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras tem como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais destes produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo. A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos”, explicou a estatal em nota.

Segundo a companhia, a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras são diferentes dos produtos no posto de combustíveis. São os combustíveis tipo A: gasolina antes da sua combinação com o etanol e diesel sem adição de biodiesel. “Os produtos vendidos nas bombas ao consumidor final são formados a partir do tipo A misturados a biocombustíveis”, explicou a Petrobras.

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.