Home / Destaque / Polêmica: requerimento pedindo redução salarial de cargos de prefeito, vice, secretários e vereadores de União da Vitória é indeferido

Polêmica: requerimento pedindo redução salarial de cargos de prefeito, vice, secretários e vereadores de União da Vitória é indeferido

A Câmara de Vereadores da cidade de União da Vitória começou agitada no ano de 2019. Um requerimento vem gerando polêmica e ganhando repercussão nas redes sociais pela forma como a mesa diretoria teria agido em relação ao documento.

No dia 05 de fevereiro, o vereador Emerson de Souza apresentou um requerimento solicitando a redução de 30% dos subsídios do prefeito, vice-prefeito, secretários e vereadores de União da Vitória. Na justificativa, ele destaca que o período é de dificuldades por parte dos governos em relação à economia e finanças públicas, onde implicam na desaceleração do crescimento da cidade e redução nos investimentos.

No documento ele traz outras justificativas e ainda finaliza ressaltando que “o voto que nos elegeu não foi uma procuração em branco e sim suma responsabilidade de defender os interesses dos cidadãos dos municípios de União da Vitória” considerou o vereador, que ainda disse que o requerimento provém dos anseios da população.

Acontece que o requerimento veio a ser indeferido pela Presidente do Legislativo de União da Vitória. Ou seja, foi recusado. Em resposta nessa segunda-feira, dia 11 de fevereiro, através do oficio nº 67/2019, o presidente Ricardo Adriano Sass, informa que o requerimento foi indeferido e alega que o mesmo não apresentou a data da qual é pretendida a redução.

Nas redes sociais, a população já começou a criticar a atitude, visto que era seria uma dos pedidos da população. Um internauta apoio o vereador que propôs o requerimento e chegou a declarar que “a luta está apenas começando e temos que ficar ao lado de quem nos representa”, disse.

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.