Home / Destaque / Polícia Civil de Mallet recupera carga de móveis roubada em São Paulo avaliada em R$ 128 mil reais

Polícia Civil de Mallet recupera carga de móveis roubada em São Paulo avaliada em R$ 128 mil reais

Uma ação policial no interior da cidade de Paulo Frontin, executada pela equipe da Polícia Civil da cidade de Mallet resultou na recuperação de mais de meia carga de móveis, que havia sido roubada no mês de setembro do ano passado, no Estado de São Paulo.

A apreensão chamou a atenção pela quantidade de móveis recuperados e pela ação policial que verificou denúncias anônimas que apontavam para prática de atos ilícitos em ao menos duas propriedades do interior de Paulo Frontin. A Polícia cumpriu os dois mandados de busca e apreensão na manhã dessa segunda-feira, dia 11 de fevereiro.

Segundo o Delegado de Polícia Civil Rafael Pereira, foram cumpridos os mandados judiciais, visto as denúncias anônimas que afirmavam a adulteração de veículos e posse de objetos roubados em uma propriedade. Nesta situação, foram encontrados veículos, mas não foram constatadas irregularidades.

Já na outra situação, a denúncia era de que havia uma possível carga a qual seria objeto de furto. Depois de averiguar o local, a equipe policial encontrou muitos móveis de variadas marcas, onde os suspeitos não souberam explicar a origem.

A Polícia Civil através das etiquetas dos móveis fez contato com a transportadora responsável pela mercadoria, a qual apresentou as notas fiscais e o boletim de ocorrências informando que a carga havia sido roubada.

A carga de móveis saiu do Estado do Rio Grande do Sul com destino ao Estado de Minas Gerais, mas quando passava por um posto de combustível no Estado de São Paulo, a mesma foi tomada em um assalto a mão armada. A situação ocorreu em setembro de 2018 e a carga foi avaliada em R$ 128 mil reais.

De acordo com o Delegado Rafael, grande parte da carga foi recuperada, a qual representa quase que a carreta cheia. A seguradora foi contatada e deverá recuperar os móveis nos próximos dias. Até o momento ninguém foi preso.

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.