Home / Cidades / Prefeitura de Cruz Machado emite nota sobre morte de paciente

Prefeitura de Cruz Machado emite nota sobre morte de paciente

A Prefeitura da cidade de Cruz Machado, através de sua assessoria de imprensa divulgou na manhã deste sábado, dia 10 de março, uma nota de esclarecimento sobre o episódio ocorrido na noite de sexta-feira, dia 09, onde um homem morreu.

O esclarecimento começa relatando e lamentando a fatalidade no retorno do veículo utilizado para transporte de pacientes em tratamento na região metropolitana de Curitiba. Segundo a nota, nas proximidades de São Mateus do Sul, após uma parada foi constatado o morte do passageiro.

A prefeitura também nega que não tenha oferecido transporte especial ao paciente e diz, segundo o secretário de Transportes que pacientes em tratamento de quimioterapia e radioterapia tem atendimento prioritário. Confira a nota na integra.

“Na noite de ontem, 09 de março, infelizmente ocorreu uma fatalidade no retorno do veículo utilizado para transportes de pacientes em tratamento na região metropolitana de Curitiba. Nas proximidades da cidade de São Matheus durante uma parada foi constatado que um dos passageiros teria entrado em óbito. O acompanhante de Evaldo Kischner notou que o mesmo demorou a descer e ao verificar o que teria acontecido constatou que o mesmo já estava em óbito. Evaldo lutava contra um câncer e semanalmente fazia tratamento de quimioterapia em Curitiba.

Foi divulgado em redes sociais e meios de comunicação que o paciente citado teria recebido alta de um hospital e que lhe foi negado transporte especial. Esta informação não procede e segundo o Secretário dos Transportes, senhor Carlos Diego Train, responsável pelo transporte na Saúde, todos os pacientes em tratamento de quimioterapia e radioterapia sempre tem atendimento preferencial, e que no caso do paciente Evaldo Kischner, o mesmo pediu para ir a Curitiba no micro-ônibus por sentir-se mais à vontade com os demais passageiros.

A Prefeitura Municipal lamenta o ocorrido, coloca-se à disposição para quaisquer esclarecimentos e presta as mais sinceras condolências à família.”

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.